terça-feira, 7 de junho de 2011

Tratado de Tordesilhas

Segue abaixo a folha de rosto do famoso Tratado de Tordesilhas (clique para ampliar), assinado em 7 de junho de 1494, há exatamente 517 anos. Por meio deste tratado, celebrado entre Portugal e Espanha, os dois países dividiam as terras “descobertas e por descobrir” por ambas as Coroas fora da Europa. Este tratado surgiu na sequência da contestação portuguesa às pretensões da Coroa espanhola resultantes da viagem de Cristóvão Colombo, que em 1492 chegara ao chamado “Novo Mundo”.

Tratado de Tordesilhas
O tratado definia como linha de demarcação o meridiano 370 léguas a oeste da ilha de Santo Antão, no arquipélago de Cabo Verde. Esta linha estava situada a meio-caminho entre estas ilhas (então portuguesas) e as ilhas das Caraíbas descobertas por Colombo, no tratado referidas como “Cipango” e “Antília”. Os territórios a leste deste meridiano pertenceriam a Portugal e os territórios a oeste, à Espanha. O tratado foi ratificado pela Espanha a 2 de julho e por Portugal a 5 de setembro de 1494. Contrariando a bula de Alexandre VI, a “Inter Coetera” (1493), que atribuía à Espanha a posse das terras localizadas a partir de uma linha demarcada a 100 léguas de Cabo Verde, o novo tratado foi aprovado pelo Papa Júlio II, em 1506.

Referência: Wikipedia

2 Comentário(s)::

Bao Ritcho disse...

História hein ow ._.

Vinícius Franco disse...

Tratado que Portugal não seguiu à risca pois o Brasil, se utilizando do "uti possidetis", se expandiu para terras que estavam demarcadas como de direito da Espanha HEIN OW SÔ FÓDA ESCREVI ISSO SEM OLHAR (diz que eu não falei merda ._.)