terça-feira, 10 de julho de 2012

História dos Bairros do Rio de Janeiro - Engenho Novo

Dando prosseguimento ao histórico dos bairros do Rio de Janeiro, falarei hoje sobre o Engenho Novo.

O bairro tem sua origem no Engenho Novo dos Jesuítas, construído no início do século XVIII, que abrangia terras que iam da Serra dos Pretos Forros até a praia Pequena, no atual bairro de Benfica, e se confrontavam com o atual Engenho de Dentro, na zona norte da cidade.

Os jesuítas possuíam vastas lavouras e canaviais até a sua expulsão do Brasil, por ordem do Marquês de Pombal. Então, o Engenho Novo foi posto em leilão e passou a ser propriedade do Capitão de Milícias José Paulo da Mata Duque Estrada, que mudou seu nome para “Quinta dos Duques” e o ampliou com uma nova Sesmaria que se estendia até o atual bairro de Manguinhos. Para escoar a produção da Quinta, era usado o rio Faria. Antes de serem expulsos, os jesuítas construíram uma capela destinada a São Miguel e a N. S. da Conceição foi, em 1720, no local onde hoje fica a praça da Imaculada Conceição e seu santuário. A chamada Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Engenho Novo foi criada, então, em 1783, impulsionando o desenvolvimento da região. Até ao Segundo Império multiplicaram-se as chácaras e sítios e o comércio foi se desenvolvendo no entorno dos antigos engenhos.

Engenho Novo

Um dos mais ilustres moradores do bairro era o Ministro Conselheiro Couto Ferraz, o Barão de Bom Retiro. Seu nome tem origem na sua bela chácara do Bom Retiro, que fazia limite com a do fazendeiro Antonio Pereira de Sousa Barros, o Barão do Engenho Novo. Em sua homenagem, a Estrada do Cabuçu foi rebatizada de rua Barão do Bom Retiro, umas das principais do bairro hoje em dia. Outros moradores famosos foram o Conselheiro Viena de Magalhães e sua esposa, a Condessa de Belmonte, mãe adotiva de Dom Pedro II, que deram nomes a ruas do bairro.

Com a abertura, em 1858, da Estrada de Ferro Dom Pedro II, depois Central do Brasil, foi inaugurada a estação do Engenho Novo, que foi muito importante para a ocupação do bairro. A partir daí, as antigas chácaras e sítios foram loteados e ruas foram abertas nos terrenos pantanosos, cortados pelo rio Jacaré, que foram saneadas.

Bairro anterior: Engenho de Dentro

Referência: Wikipedia

1 Comentário(s)::

Bao Ritcho disse...

é né ._.